5 de mar de 2011

Meu Vento

Flores ao vento.
Sou o vento que te toca
nos ouvidos e nos poros
e que te faz tremer.
Sentes o meu perfume
suave, é o meu toque
ao vento meu fui.

Fiquei ao vento.
Junto com ele viajei
encontrei rostos em lágrimas.
Meu vento fazia-me sorrir
Meu vento fazia-me amar.

E lá vou eu feito vento
A procura de teu corpo,
a procura de tua alma.
Sou o vento que tu sentes.
Sou tua tempestade
viajando ao teu encontro
como as nuvens.

Falar do vento, falar da alma
querendo no fundo falar
de flores ao vento,
leve e delicado como nosso amor.

(Graciela da Cunha)

0 comentários: