25 de set de 2011

Palavras Sem Rosto


Movida por sonhos
Afugento os meus medos
Altero o destino
Desmonto enredos.
Enredos de vidas
Palavras sem rosto
Lições sofridas
Em marés de desgosto.
Sentimentos vividos
Vazios de esperança
Tempestades que abrandam
Vitória de bonanças.

Meus "amigos", que as tempestades abrandem nas vossas vidas.

0 comentários: