29 de set de 2011

Adeus Amor


Flor menina tão querida
Nunca mais penses em mim
Vou sair da tua vida
Pois a vida quis assim
Vou chorar a realidade
Nas esquinas da saudade
No coração do meu fim...
Mas não chore vida minha
Tenha sempre na memória
Dentre todas minha rainha
A beleza é tua gloria
Adeus meiga e doce amada
Linda flor da natureza...
Se queres minha jornada
Nos mares da incerteza
Um mar na tempestade
Naufragando na tristeza...
brisa mansa que me afaga
Ameniza os prantos meus
No horizonte o sol se apaga
Como a luz dos olhos teus..

0 comentários: