28 de dez de 2010

Minha Carta


Eu escrevo esta carta meu amor
Cheia de esperança e vontade
Estou só como um perdedor
na companhia da saudade

Ao te escrever estas linhas, sofro
Com mistura de felicidade
Se não o fizer sei que morro
E aí, perco minha liberdade

Liberdade de te amar e querer
Deste mundo onde ando entristecido
Saíste de meu peito, estou a sofrer
Se não voltas mais, não vivo

Esta ansiedade me agita
E escrever-te é como fazer amor
Volta que meu coração ressuscita
E vai embora minha dor

(Fernando Ramos)

0 comentários: