17 de ago de 2010

Brincar de Amor



Te entreguei meu coração
e você nem quis saber se era de verdade.
O meu amor é frágil
doce, sincero,
simples e determinado
e nem seu carinho tive em troca.
Você é tudo pra mim,
e eu, só mais uma no seu jogo.
Uma peça do seu tabuleiro de ilusões.
Não brinque assim de amor,
você me machuca.
Mas quem perde no final é você,
a sua felicidade dura poucos minutos
e a minha dor, uma eternidade.
Ainda há tempo de desistir,
a felicidade joga com você
e nesse jogo quero estar contigo
pra te ensinar a jogar
o jogo da verdadeira paixão.
Pra nunca mais
Brincar de amor...

0 comentários: